Doença de Alzheimer

A acupuntura protege as células cerebrais

alzheimer

Nova pesquisa revela que a acupuntura impede a perda de células cerebrais em áreas de memória do cérebro. Os novos achados laboratoriais mostram também que a acupuntura melhora a cognição. Os pesquisadores observam que estes resultados sugerem que a acupuntura é um tratamento potencial para transtornos de comprometimento cognitivo e doença de Alzheimer.

Descobertas em laboratório mostram que a acupuntura previne a perda de neurônios no hipocampo, uma área do cérebro responsável pela memória e a navegação espacial. O hipocampo é uma das primeiras regiões do cérebro que sofre de danos em pacientes com doença de Alzheimer. Usando o teste do labirinto de água de Morris, os ratinhos de meia idade utilizados no estudo que receberam a acupuntura mostraram significativamente menos déficit cognitivo. A combinação de melhores resultados do teste de labirinto combinadas com uma maior preservação de neurônios cerebrais levou os investigadores a sugerir que a acupuntura pode ajudar a seres humanos que sofrem de distúrbios cognitivos. Observam os pesquisadores, “Estes resultados sugerem que a redução da perda de neurônios no hipocampo pela acupuntura é um método terapêutico potencial para o tratamento da doença de Alzheimer e doenças de comprometimento cognitivo.”

Neste estudo, o exame de ressonância magnética mostra que a estimulação de alguns pontos de acupuntura ativa regiões do cérebro responsáveis pela memória e cognição em pacientes de Alzheimer e aqueles com leve deficiência cognitiva.

Fonte: Health CMI

alzheimer1Por Rafaela Moura Santos