O ciclo menstrual na Medicina Chinesa

Em chinês, menstruação chama-se Jue Jing, que significa ciclo da lua, já que, assim como o dela, nosso ciclo tem 28 dias e fases semelhantes.

Acupuntura3

Como eu já disse no post anterior na página “Saúde da Mulher”, nossa vida é regida por um ciclo que se renova a cada dia. O ciclo menstrual não é diferente; ele obedece a uma lógica de alternância entre as energias Yin e Yang, o que explica nossos comportamentos e emoções diferenciadas em cada época do ciclo.

Assim como na medicina ocidental, a menstruação marca o inicio do ciclo; esta fase corresponde a transformação do Yang em Yin, onde houve máxima preparação para a recepção do embrião mas não houve fecundação. A menstruação é também chamada de Mar de Sangue em que seu fluxo depende do fluxo da energia, que se dirige para baixo.  Neste período, dores, sangramento excessivo ou escasso, coágulos ou qualquer outro tipo de alteração mostra desequilíbrios relacionados a energia ou ao sangue. A mulher deve resguadar-se ao máximo, evitando atividade física, relação sexual e alimentando-se bem neste período.

20120202101413

Após a menstruação, o estrógeno (hormônio feminino considerado Yin) é liberado para que haja o aumento da espessura do endométrio (parede do útero) e preparar o novo ovulo que virá. Esta é a fase folicular, que dura até cerca de 14 do ciclo (incluindo os dias da menstruação) e tem características Yin, o que determina as baixas temperaturas do corpo.

Em seguida, ocorre a ovulação, o endométrio se encontra vascularizado e receptivo; nesta fase o estrógeno proporciona a liberação de muco que umidifica a vagina e proporciona alterações no pH para que os espermatozoides sobrevivam e consigam alcançar o ovulo. Neste momento, para que haja uma perfeita sincronia entre as energias, a mente deve estar clara, calma. Em outras palavras, para que haja a ovulação, precisamos do estimulo da hipófise e do hipotalamo, para isso, o cérebro teve ter seu funcionamento em sincronia com os órgãos reprodutivos. A acupuntura, nesta fase, visa desbloquear a energia estagnada para a liberação do ovócito e acalmar a mente.

Quando o ovócito é liberado, as temperaturas do corpo sobem, o hormônio predominante é a progesterona, se o ovulo for fecundado, o corpo da mulher entrara em uma fase de geração e crescimento e a mulher permanecerá em estado Yang por toda a gravidez, por isso as gestante relatam aumento do calor e sensação de plenitude durante toda a gestação. Nesta fase de “espera” pela fecundação (fase lutea) a energia predominante é a Yang, é o período em que temos a TPM, e, se as energias não estiverem equilibradas, podem surgir síndromes como a “Síndrome do Útero Frio”, na qual mulheres expostas a constante frio e umidade tem uma alteração do ciclo dificultando a gestação e causando cólicas intensas neste período pré-menstrual. Por isso, não devemos nos expor ao frio e a evitar ingestão de alimentos gelados e crus.

Em resumo, nosso ciclo passa pela fase mais Yin, que é após a menstruação, em que o recolhimento é importante, em seguida o Yang começa a aparecer com a preparação para um novo ovulo, até que o Yang prevalece, período conhecido como fértil e, se não fecundado, voltamos a fase Yin com a menstruação. O que quero que entendam é que temos momentos diferentes e devemos respeitar nosso corpo de acordo com suas necessidades em cada um deles.

Se você apresenta qualquer alteração no ciclo ou sofre de dores, cólicas, inchaço, estresse, ansiedade nesse período procure a acupuntura, uma forma natural de tratar corpo e mente.

ciclo menstrual

Por Rafaela Moura Santos

Os sabores na Medicina Chinesa

bg-img1

Na Medicina Chinesa, cada órgão esta relacionado a uma energia, e esta vem dos alimentos que ingerimos. Nosso corpo em sua perfeição, percebe qual energia esta deficiente e busca, através dos sabores, aquele que mais necessita, fazendo com que o gosto daquele alimento nos agrade. assim, quando gostamos muito de determinado sabor, seja ele o acido, amargo, salgado, picante ou doce, quer dizer que precisamos de sua energia. Lembrando que, a energia vem do alimento natural, e não industrializado. por exemplo, se gostamos do sabor doce, não é o chocolate que devemos ingerir, mas sim as frutas, que tem o açúcar natural de que precisamos!!!

Isso quer dizer que, se você adora uma pimentinha pra lá de ardida, pode ser que esteja precisando estimular o funcionamento de seus pulmões. Ou, então, anda carente de alegria. Segundo a tradicional medicina chinesa, os sabores estão ligados às emoções, e portanto aos seus órgãos correspondentes.

Doce: este sabor esta relacionado ao baco, e seu sentimento correspondente e a ansiedade. O exagero leva a crer que sua cabeça anda sobrecarregada de preocupações. O que a fisiologia ocidental também explica. Pães e massas levam à liberação de serotonina, substância calmante que pode ajudar a diminuir preocupações e ansiedades. Mas essa busca pode levar a um círculo vicioso. Ao ingerir carboidratos, em excesso, o pâncreas é induzido a fabricar insulina, hormônio que regula a queima de açúcar. A produção extra, por sua vez, vai exigir mais glicose (açúcar) a ser queimada e, para isso, você faz sua terceira parada obrigatória na confeitaria.

Alimentacao Yin Yang

Salgado: este sabor esta relacionado aos rins e seu sentimento e o medo. Em excesso, pode significar que a sua porção medo está em desequilíbrio, gerando insegurança. Em conseqüência, rins e bexiga vão sofrer. Lembre-se de que o sal retém água, o que leva não só à sobrecarga renal como ao ganho de peso.

Apimentado: imagine-se mordendo um acarajé recheado de pimenta malagueta. Após a mordida, você inspira profundamente e depois solta o ar dos pulmões, na tentativa de aliviar a sensação de queimação na boca. Entendeu agora por que os chineses consideram a pimenta um estimulante dos pulmões? Sua emoção e a tristeza, portanto, se você se encontra triste, adicione uma pimentinha no dia-a-dia.

Azedo: você se imagina chupando um limão sem fazer careta, levantando os cantos dos lábios e fechando levemente os olhos? Para os chineses, essa expressão lembra a risada. Assim, nada mais natural do que ligar o sabor azedo à alegria. A preferência por alimentos azedos pode significa que você, inconscientemente, esteja precisando estimular seu lado alegre para reequilibrar seu organismo.

Amargo: já pensou no que quer dizer a expressão “verde de raiva”? É o tipo de emoção que faz o fígado trabalhar dobrado para secretar mais bile, substância de cor amarelo-esverdeada e gosto amargo. Esta, por sua vez, vai ser depositada na vesícula, de onde sairá para o intestino, ajudando na “quebra” de gorduras. Preferência por alimentos amargos, para a medicina chinesa, pode ser um indício de que suas emoções negativas, como a raiva, estão precisando de um ajuste.

A partir de agora atente  às suas emoções e as tenha sob controle com sua alimentação!!

images

Por Rafaela Moura Santos

As emoções e as doenças

Todos os dias passamos por situações que nos levam a reagir de formas diferentes; às vezes sentimos alegria, em outras raiva, tristeza, ansiedade e preocupação ou até mesmo medo. Todas essas emoções são essenciais para que tenhamos o equilíbrio, porém, quando elas são muito intensas, prolongadas ou até mesmo reprimidas, podem causar doenças emocionais e físicas. Já perceberam que quando estamos ansiosos ou temerosos por algum acontecimento ficamos agitados, podem surgir dores de cabeça, diarreia e até mesmo a insônia? Essas alterações acontecem num período curto de tempo; a longo prazo, as alterações são mais graves e os sintomas também, porém, mais difíceis de serem percebidas. Um exemplo de doença causada pelas emoções é a depressão, ela pode ser iniciada por um excesso de tristeza e ansiedade, e mesmo sendo uma doença emocional tem prejuízos mentais e físicos, como perda da autoestima, despersonalização, distúrbios de percepção, insônia e perda de apetite. Outros exemplos são: Síndrome do pânico, ansiedade, obesidade, os vários tipos de vícios, enfim, são várias as doenças que podem ser desencadeadas pelas nossas emoções. Mas não se preocupe, isso não quer dizer que você não pode sentir tristeza ou raiva ou medo, pelo contrário, você deve senti-las, mas de forma equilibrada. Na sociedade em que vivemos, é impossível não passar por situações estressantes, mas devemos ter também momentos de relaxamento e descanso da mente.

E as pessoas que já sofrem com essas doenças, o que fazer? Ou, como evitar? A acupuntura é a forma mais natural e não agressiva ao organismo no tratamentos de doenças emocionais, pois ela regula o organismo para que ele possa reagir às situações do dia-a-dia de forma saudável, além disso, promove um relaxamento e um bem estar que acalmam o corpo e a mente, melhorando a qualidade de vida e  prevenindo várias doenças.

45cc19a4d255f6fb39a29781a7126c62

Por Rafaela Moura Santos