Bocio, Hipotireoidismo e Hipertireoidismo

tireoide

Bócio, popularmente conhecido como papo ou papeira, é o nome que se dá ao aumento da glândula tireóide. Esse crescimento anormal pode tomar a glândula toda e tornar-se visível na frente do pescoço; ou, então, surgir sob a forma de um ou mais nódulos (bócio nodular), que podem não ser perceptíveis exteriormente. Algumas das causas na medicina ocidental para este problema incluem a carência de iodo na dieta, doenças autoimunes, infecções e uso de determinados medicamentos, estes fazem com que a glândula produza hormônios em excesso (hipertireoidismo) ou em quantidades menores que o normal (hipotireoidismo).

Na medicina chinesa, o bócio é causado pela estagnação de Qi (energia) derivada do estresse emocional que afeta o fígado, pulmão, coração, estômago e baço; todos primeiramente em aspectos energéticos, e posteriormente alterando a função destes; isto porque a estagnação interrompe o movimento correto da energia na direção apropriada. Outra causa é a dieta irregular, já que o consumo excessivo de alimentos gordurosos ou de laticínios enfraquece o baço e o estômago, que são incapacitados de transformar e transportar as essências alimentares, gerando a estagnação. Alem destes fatores, a constituição energética da pessoa também influencia, sendo que as mulheres tem maior tendência a apresentar a doença devido as alterações no seu corpo durante os ciclos menstruais e a perda de sangue, que também ocorre após o parto. Os chineses antigos também relatavam que  a incidência era maior entre as pessoas que moravam em montanhas, isto por causa da carência do iodo na água.

Os médicos chineses antigos tinham consciência de que as algas marinhas podiam ajudar o bócio, mesmo desconhecendo o papel do iodo no funcionamento da tireóide.

Para tratar o bócio com a acupuntura, devemos realizar uma avaliação previa que ira indicar a causa da doença, que pode ser, em geral, a estagnação energética, fleuma, estagnação de sangue, e, de acordo com cada padrão, os pontos são determinados. Nos casos de bócio, os principais canais de energia que devem ser tratados são os que passam na região da garganta, que são os do coração, fígado, pulmão, estômago e vaso concepção. Nos pontos locais podemos colocar agulhas, magnetos ou stipers e nos outros locais do corpo podemos utilizar agulhas e moxas (dependendo do caso). Alem disso, podemos utilizar a acupuntura auricular para tratar os sintomas e as causas.

HIPOTIREOIDISMO E HIPERTIREOIDISMO

A tireóide é uma glândula responsável por secretar os hormônios T3 e T4, e essa secreção é controlada pela glândula pituitária e pelo hipotalamo. O hipotireoidismo ocorre quando ha secreção inadequada desses hormônios, enquanto que o hipertireoidismo é a alta produção destes.

Hipotireoidismo Tem Cura Tratamento - 1 - 20sep13

A principal causa do hipotireoidismo é quando ocorre uma inflamação da glândula em que ha uma lesão onde grande parte células da tireóide são incapacitadas de produzir os hormônios T3 e T4. Esta inflamação é geralmente autoimune, que ocorre quando o corpo produz anticorpos antitireoide, ou seja, que combatem as células da tireóide como se elas fossem maléficas ao organismo. Um outro tipo de tireoidite autoimune é a tireoidite de Hashimoto, que começa com uma fase toxica chamada de “toxicidade de Hashi”. Outra causa para a doença é a retirada cirúrgica de parte da glândula para a retirada de nódulos e tumores, assim, a parte restante não é capaz de produzir a quantidade suficiente de hormônios que o corpo precisa. O tratamento com iodo radioativo (utilizado nos casos de tumores benignos) também pode levar a diminuição na produção de hormônios, e, além destes, o hipotireoidismo pode aparecer também no pos-parto e na ingestão insuficiente de iodo.

Entre os sinais e sintomas comuns do hipotireoidismo podemos citar:

  • Fraqueza
  • Fadiga
  • Intolerancia ao frio
  • Constipação
  • Ganho de peso
  • Depressão
  • Dor articular ou muscular
  • Unhas e cabelos finos e quebradiços
  • Palidez
  • Baixa libido
  • Fala lenta
  • Face, mãos e pés edemaciados (inchados)

hipotireoidismo_tem_sequelas_graves_se_nao_for_tratado

O hipertireoidismo é a superprodução dos hormônios T3 e T4 e pode ser causado pela Doença de Graves (85% dos casos), crescimento da glândula tireóide, tumores dos testículos e ovários, ingestão excessiva de iodo ou de hormônios e seus principais sinais e sintomas são:

  • Perda de peso
  • Aumento do apetite e da sudorese
  • Nervosismo
  • Agitação
  • Intolerancia ao calor
  • Fadiga
  • Evacuação frequente
  • Dificuldade para dormir
  • Palpitação e tremor das mãos
  • Desenvolvimento de mama no homem
  • Protusão dos olhos

Tanto nos casos de hipotireoidismo como nos de hipertireoidismo, a Medicina Chinesa trata os desequilíbrio energéticos, assim, o tratamento é individualizado e prioriza os sintomas e as causas de cada paciente. Para a realização do tratamento podemos utilizar agulhas, stiper, moxas, ventosas, ervas medicinais, agulhas e sementes auriculares, enfim, após a avaliação é analisada a melhor forma de tratamento, que visa equilibrar o organismo regulando a produção de hormônios.

Saiba mais…

como_as_disfun_oes

Por Rafaela Moura Santos

 

Acupuntura para Esportistas

runner-1024x682

Se você é um esportista profissional ou de final de semana deve saber que a pratica de esportes pode causar dores músculo-esqueléticas, fadiga muscular., inflamações e lesões, deve saber também que a acupuntura como tratamento de atletas com lesões desportivas não é recente, mas o uso da acupuntura para melhorar o desempenho físico e mental do atleta é novo. Há pouquíssimos estudos no mundo nessa área, e  no Brasil, o Dr. Márcio De Luna – presidente da Associação Brasileira de Acupuntura do Rio de Janeiro (ABA-RJ) pode ser considerado pioneiro nesse tipo de pesquisa.

As principais indicações de lesões esportivas para tratamento com acupuntura são: tendinite patelar, lesões musculares, fasceíte plantar, entorse de tornozelo e lombalgia. A acupuntura é uma ótima opção por não causar dopping e não ter os efeitos colaterais que tem os medicamentos. Jogadores de futebol submetidos à acupuntura, por exemplo, costumam apresentar melhora em cerca de 90% dos casos.

E importante lembrar que a acupuntura melhora as dores causadas por uma artrose no joelho, por exemplo, mas não resolve o desgaste do joelho, não rejuvenesce a articulação.

Uma pesquisa recente revelou que a acupuntura estimula a liberação de substâncias bioquímicas que aliviam a fadiga atlética devido a exercícios intensivos de resistência. Além disso, os pesquisadores descobriram que a acupuntura aplicada em pontos específicos aumenta a atividade antioxidante e diminui os índices de estresse oxidativo. Durante este estudo os atletas de resistência receberam eletroacupuntura nas pernas uma vez ao dia, durante 15 dias, por um período de 30 minutos. Os resultados medidos mostram que a eletroacupuntura tem efeitos benéficos sobre a saúde humana, intervindo no processo de metabolismo de radicais livres em atletas. Os pesquisadores encontraram aumentos significativos na superóxido dismutase (SOD) e diminuições significativas no malondialdeído (MDA) sangüíneo nos atletas submetidos a prática de acupuntura. Superóxido dismutase é uma enzima que têm efeitos antioxidantes importantes e que protege as células contra a toxicidade, exercendo potentes respostas anti-inflamatórias no organismo. Além disso, a acupuntura aumentou com sucesso este importante agente bioquímico, na corrente sanguínea dos atletas. A acupuntura também mostrou níveis mais baixos de malondialdeído, um composto orgânico que é um marcador para o stress oxidativo, comenta o coordenador do Programa de Pós-graduação do IBMTC – Instituto Brasileiro de Medicina Tradicional Chinesa e presidente da Associação Brasileira de Acupuntura do Rio de Janeiro (ABA-RJ), Dr. Márcio De Luna.
Enfim, todos os estudos apontam que a acupuntura ajuda no alivio da fadiga e na melhora do desempenho físico de atletas. Alem disso, por tratar questões emocionais, como ansiedade, auxilia o atleta a se tranquilizar em períodos de competição.
ciclismo
Por Rafaela Moura Santos